Fazenda, Etec e Monotrilho: uma breve análise histórica de um bairro

fazenda_da_juta_etec_de_sapopemba_9

Por Marcos Antonio Araujo

Naquela fazenda tinha um lago, as crianças brincavam e sorriam; o medo de se afogar era grande, as frutas eram tiradas do pé. A vida seguia tranquila nesse ambiente calmo e sereno. Quem passa hoje pela Avenida Sapopemba nunca irá imaginar que um dia em todo esse espaço de concreto e asfalto existia uma fazenda, cujo espaço servia para plantar uma fibra têxtil vegetal chamada juta, utilizada para ensacar produtos agrícolas, entre tantos outros. Mas o crescimento de São Paulo fez com que aquele espaço, encravado no lado leste da cidade, se tornasse uma cidade dormitório para os trabalhadores que executavam a sua atividade na área central. Mais do que isso, esse movimento não aconteceu de modo tranquilo; necessitou da luta de milhares de trabalhadores por um pedaço de chão.

Em meados da década de 80, o clima do bairro era de confronto com a polícia, barracos armados e muito sangue derramado no chão pelo sonho de ter um canto para morar. Por muito custo, foi conquistada a desapropriação do terreno, junto à Prefeitura de São Paulo. Mas a batalha estava somente no início, pois necessitava que o sonho da casa própria se tornasse realidade. Com isso, na década seguinte, os trabalhadores utilizavam os seus finais de semana de descanso para construir a tão sonhada e suada moradia, montando os mais do que organizados mutirões. Mas, para responder aos anseios dos moradores, foram necessárias construções de vários equipamentos públicos e privados, culminando na Etec de Sapopemba.

fazenda_da_juta_etec_de_sapopemba_7

O sonho de uma escola técnica na Fazenda da Juta era antigo, tornando-se concreto para toda a comunidade em 2007. Em seguida houve grande crescimento e valorização de toda a região ao ter anunciada a construção do monotrilho. Assim, novos ares, talvez um futuro cheio de esperança, com emprego, educação e saúde suficiente, tornou-se expectativa para toda a região, pois o desenvolvimento econômico e social do bairro gerou novos negócios, florescendo a semente plantada após muito suor e sacrifício.

Hoje, a Fazenda da Juta não é mais apenas um plano, uma batalha ganha ou perdida. É o resultado de muita luta que, em busca pela paz, gerou um novo caminho para tantas famílias. Acompanhada da Etec de Sapopemba e do projeto do monotrilho, toda a Juta caminha com o ar de quem alcançou a vitória e, agora, luta para ver todos os seus sonhos realizados.

Anúncios

Um pensamento sobre “Fazenda, Etec e Monotrilho: uma breve análise histórica de um bairro

  1. Gostaria de sugerir que tive-se mais informações sobre a Fazenda da Juta pois, a Fazenda da Juta antiga era fazenda, não como hoje com pouco de assunto, Sugeria mais informações para a publicação.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s