SÃO PAULO: UMA CIDADE ALÉM DOS SHOPPINGS-CENTERS

Por: Marcos Antonio Araujo
São Paulo é uma cidade que pulsa em sua diversidade cultural, apresentando um ampliando leque de opções para seus moradores e turistas. Porém, ainda vemos exemplos de pessoas que não aproveitam da potencialidade cultural de São Paulo para agregar ao seu repertório cultural. Pensando assim, o blog na mosca, pensou em 10 lugares culturais interessantes, para se visitar e sair da mesmice de shoppings e afins.
1: Centro Cultural São Paulo
No jardim suspenso entre a liberdade e o paraíso, contempla-se a idas e vindas dos carros na 23 de Maio, mais isso é somente uma das características do Centro Cultural São Paulo que é equipado com salas para apresentações teatrais, musicais e para projeções cinematográficas, biblioteca, e a famosa Gibiteca do Henfil e até a presença de uma discoteca
http://www.centrocultural.sp.gov.br
2. Centro Cultural Banco do Brasil
Quem anda na Rua Álvares Penteado, 112, esquina com a Rua da Quitanda, fica maravilhado com a beleza do edifício que foi erguido no início do século 20 e foi agência do Banco do Brasil e atualmente é usado pelo mesmo banco, como um centro cultural que oferece apresentações teatrais, musicais, projeções cinematográfica e concorridas exposições.Centro Cultural Banco do Brasil
http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo/
3. Itaú Cultural
Num dos maiores arranha-céus da cidade São Paulo, precisamente no número 149 da Avenida Paulista, fica localizado o espaço Itaú Cultural, que tem como alicerce a pesquisa, produção, incentivo e difusão de manifestações artístico-intelectuais. Um espaço equipado com sala para teatro, espaço para exposições e uma biblioteca dedicada a pesquisa e à divulgação da produção artística e cultural brasileira.
http://www.itaucultural.org.br/
4. Caixa Cultural
Quando andamos pela Praça da Sé, verificamos um monumento de mármore, simbolizando o marco zero da cidade e poucos edifícios que mostram a São Paulo do passado. Um dos prédios que preserva essa história, está no número 111, há 100 m do metrô, precisamente no edifício Sé, um prédio histórico que funciona a Caixa Cultural. Com uma programação diversificada que proporciona espetáculos de dança, teatro, shows, debates e leituras dramáticas.
http://www.caixacultural.com.br/sitepages/unidade-home.aspx?uid=9
5. Museu da Imigração
Em 1887, foi inaugurado a hospedaria de imigrantes, no bairro tradicional da Moóca. Seguindo a onda imigratória iniciada no final do século 19, São Paulo recebeu imigrantes e migrantes que vieram trabalhar nas indústrias e nas lavouras e tiveram a hospedaria como espaço para abrigo e encaminhamento para novos empregos. Hoje, o espaço serve como Museu da Imigração que de preserva e dissemina a história de estrangeiros e brasileiros que ajudaram a construir São Paulo
http://museudaimigracao.org.br/
6. Sesc Pompéia
Em uma antiga fábrica de tambores e geladeiras, revitalizada pela arquiteta Lina Bo Bardi, que aproveitou da própria arquitetura para realizar uma belíssima intervenção, nasceu o Sesc Pompéia, um centro cultural que oferece uma rua de oportunidades artísticas e esportivas, como espaços para exposições, um teatro em formato de arena, espaço que serve de área de almoço durante o dia e que de noite, torna-se um espaço para shows musicais, além das áreas esportivas!
http://www.sescsp.org.br/unidades/11_POMPEIA/#/content=programacao
7. Biblioteca Mario de Andrade
Mario Andrade um homem de várias facetas, era poeta, escritor, crítico literário, musicólogo, folclorista, ensaísta e secretário da cultura de São Paulo, tudo isso nos seus 51 anos de vida que dedicou a cultura brasileira. E nada mais apropriado, homenagear com seu nome, a biblioteca mais emblemática da cidade. Hoje, a Biblioteca Mário de Andrade, depois da reformulação do edifício, tem um espaço que atende a população, 24 horas por dia e proporciona uma diversidade de atividades culturais para a população paulistana.
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bma/
8. Caixa Belas Artes
Hoje em dia, quando as pessoas pensam em assistir filmes , sempre optam por cinemas fixados em shoppings. Mas, décadas atrás, a cidade de São Paulo era dominada por cinemas de ruas. Hoje em dia, eles perderam a força que tinham de outrora, mas são responsáveis por veicular filmes de ótima qualidade cinematográfica e que fogem da produção destinada a grande massa. Os cinemas de rua estão instalados em sua maioria na região da Paulista, como o Caixa Belas Artes, um cinema que encontra-se na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, lugar que ainda encontramos pessoas nas calçadas comprando pipocas e aguardando a próxima sessão.
http://caixabelasartes.com.br/
9. Museu Catavento
O Palácio das Industrias, edificação histórica que foi sede da prefeitura de São Paulo. Hoje abriga o Museu Catavento que é dedicado as ciências. Voltado ao público jovem, busca a interatividade em 4 espaços: universo, vida, engenho e sociedade, cada espaço com suas atrações.
http://www.cataventocultural.org.br/

10. Sesc Belenzinho
Com a desindustrialização da capital paulista, os espaços que antes eram ocupados por fábricas, ficaram ociosos. A cidade de São Paulo, vista antigamente como uma cidade industrial, mudou os seus objetivos para o setor de serviço. Um exemplo que podemos transformar e dinamizar áreas industriais abandonadas, está na ótima iniciativa do Sesc Belenzinho, instalado no terreno de uma antiga fábrica de tecidos e que hoje, serve como espaço cultural, esportivo e de lazer
http://www.sescsp.org.br/unidades/25_BELENZINHO/#/content=programacao

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s