ALINE E JUNIOR: O CASAL DA ETEC DE SAPOPEMBA

Na Mosca Convida: Aline e Junior

Eu, Aline, iniciei meus estudos na Etec de Sapopemba em 2009, na primeira turma do Ensino Médio. Em 2010, quem ingressou foi o Junior. No ano que ele entrou na Etec, acabamos nos conhecendo, pois peguei amizade com algumas pessoas da sala dele, porém só nos cumprimentávamos em rodas de amigos e nos corredores da escola. Porém a nossa história iniciou para valer em abril deste mesmo ano, no passeio à Aldeia Indígena Krukutu. As nossas salas foram juntas, no mesmo ônibus. Eu com o pessoal da minha sala no fundo do ônibus e ele com a turma dele pra frente. Não demorou muito e nós que estávamos no fundo escutamos que alguém estava cantando e tocando nos bancos da frente. Eu, sempre muito curiosa, fui ver quem estava tocando e me deparei com ele tocando o violão e ao mesmo tempo cantando sertanejo. Ninguém estava sentado naquela área. Formou-se uma espécie de rodinha dentro do ônibus. Num certo momento, me soltei, foi quando o ônibus freou e eu quase cai, se não fosse por um detalhe, o Junior me segurou. Nesse momento houve a nossa primeira troca de olhares. Fiquei muito tímida por quase ter levado um tombo no meio de todo mundo, por ele ter me segurado e por aquelas trocas de olhares. Não pensei duas vezes e voltei ao meu lugar. Não demorou muito e ele estava sentado do meu lado.

Todos estavam na torcida para que a gente ficasse, mas eu estava resistindo. Na ida foi só conversas, já na volta ele insistiu para que ficássemos juntos e quase chegando à escola não resisti. Inicialmente houve pressão de todos, mas com o passar dos dias, continuamos ficando. Foi quando começamos um “namoro”. Eu conheci a mãe dele e ele conheceu a minha durante um minicurso, organizado pelo curso Técnico em Alimentos. Mas esse namoro não durou muito. Cerca de umas duas semanas aproximadamente. O legal foi que, terminando o namoro, a amizade permaneceu. E foi uma amizade muito bacana, pois conversávamos bastante. Ele me falava sobre o atual relacionamento dele e eu até conselhos pedia.

Em 7 meses de amizade, descobri que ele não estava mais namorando e foi quando nos aproximamos ainda mais. Cheguei a convidar ele e os pais dele para irem ver a peça de teatro que eu e toda a minha sala iríamos apresentar. Em novembro de 2010 era o aniversário da minha amiga, que até então era da sala dele. Organizei para ela uma festa surpresa com algumas pessoas da sala deles, incluindo ele. Essa amiga sempre torceu e fez de tudo para que nós ficássemos juntos. Enfim, depois da festa surpresa e do horário de saída da escola, eu teria que ir embora para almoçar e voltar para o técnico. Quando voltei, trouxe um pedaço de bolo para que ele levasse para a mãe dele. Desde a minha volta para a escola, até o momento que o sinal tocou, fiquei na Biblioteca com ele, pois ele estava aguardando o horário para ir para um curso que estava fazendo. Ficamos muito juntos, mãos dadas e aquele clima. Quando o sinal tocou e eu ia subir pra sala, ele tentou me beijar. No primeiro momento não aceitei, por causa da timidez, mas na segunda tentativa não resisti. A partir de então começamos a namorar de verdade.

Já passamos por muitas coisas juntos… Mas, muitas mesmo! Afinal, mais de 06 anos juntos, não é pouco! Em novembro de 2016 completamos 06 anos de namoro, porém com um detalhe… Dessa vez, casados. No dia 11 de Junho de 2016, às 12h, no Cartório de São Mateus, oficializamos nossa união, dizendo SIM um ao outro e nos casando oficialmente.

Essa é um pouquinho da nossa história. Os estudantes que iniciaram o namoro na Etec de Sapopemba e que hoje estão casados!!!

Aline Marchetti de Barros Freitas (Turma do Ensino Médio 2009 – 2011 e Ensino Técnico em Alimentos 2º/2010 – 2º/2011) e Aldemir Freitas Junior (Turma do Ensino Médio 2010 – 2012 e Ensino Técnico em Informática 1º/2011 – 1º/2012). #EtecdeSapopemba10anos

Anúncios

MÍDIAS SOCIAIS – UM OLHAR PARA O FUTURO.

Flávia Paes do Amaral Cassemiro – Diretora de Serviços Acadêmicos; Antonio da Rocha Cavalcante Junior – Auxiliar Docente e José Luiz Alves Santos Júnior – Estagiário.

Por: Flávia Paes do Amaral Cassemiro

Você que acompanha as nossas Mídias Sociais, tem percebido nossas publicações em comemoração aos 10 anos da Etec de Sapopemba?

Essas ações fazem parte do Projeto MÍDIAS SOCIAIS – UM OLHAR PARA O FUTURO, desenvolvido por Antonio da Rocha Cavalcante Junior, Flávia Paes do Amaral Cassemiro e José Luiz Alves Santos Júnior para compor nosso Plano Plurianual de Gestão (PPG).

O Projeto surgiu a partir da observação/reflexão das Mídias Sociais já existentes em nossa Unidade (Site, Facebook, Instagram, Blog e Twitter) e da possibilidade de fortalecer e expandir essas conexões para outras Plataformas Digitais, facilitando a Comunicação com a Comunidade Escolar e aumentando a visibilidade de nossa Escola. Além dos conteúdos já abordados, utilizaremos como temática principal as comemorações de 10 anos da nossa Etec, seus atores e estórias.

Atualmente, a Mídia Social de maior destaque em nossa Unidade é nossa página no Facebook e a utilizaremos junto ao nosso Instagram como instrumento de reconhecimento, agradecimento e homenagem aos noss@s colaborador@s. A ideia principal é publicar fotos dos nossos talentos, uma breve descrição da pessoa e, se ela se sentir à vontade, uma lembrança ou estória vivenciada na Escola e um desejo para os próximos anos, acompanhado da #EtecdeSapopemba10anos (hashtag).

Para os nossos alun@s e ex-alun@s vamos solicitar através das nossas Mídias Sociais, vídeos com depoimentos, estórias e vivências em sua passagem pela Unidade e que talvez tenha marcado sua história e contribuído em sua formação cidadã, acadêmica e profissional.

Em nossa página no Facebook estamos trazendo também o “Minha História em Imagens” – fotografias desses anos, desde a inauguração da escola.

Aqui em nosso Blog vamos contar as estórias e curiosidades diversas que ocorreram ao longo dessa década, sejam elas de ex-alun@s, alun@s, pais, professor@s, funcionári@s, entre outros.

Tem espaço para todo mundo em nossas Mídias e você não pode ficar fora dessa!

Curta, compartilhe e espalhe por aí que você faz parte da História da #EtecdeSapopemba10anos.

Sabrina, mais que uma Mascote. Um caso de amor!

sabrina_post_blog

Sabrina

Por: Flávia Paes do Amaral Cassemiro

Quando chegamos, ela já estava aqui! E com seu jeitinho dócil e manso foi ficando e ganhando os nossos corações. Sabrina, que não tinha nome algum (ao menos que nós soubéssemos) foi batizada por Natasha Reis, filha da nossa Diretora Sandra Regina, que junto a sua irmã Jéssica Reis nos auxiliava, após as aulas, na implantação e organização da escola para o início das aulas.

Neste misto de ajuda, trabalho e brincadeira, a menina que gostava de assistir ao filme “Sabrina, Aprendiz de Feiticeira, 1996 – Direção: Tibor Takacs”, encontrou a inspiração para nomear nossa Mascote. E não é que essa fonte de inspiração tem tudo a ver?!

Sabrina, a do filme, é uma adolescente que descobre possuir incríveis poderes mágicos. Já a nossa Sabrina tem o poder mágico de encantar a todos. Tanto é que a nossa cadelinha recebe o carinho e atenção de professores e professoras, funcionários e funcionárias, alunos e alunas, pais, enfim… De todos que adentram nossa escola.

Para ela já foram realizadas campanhas para a arrecadação de ração, para o banho e a tosa, além de suas Fadas Madrinhas que a levam para o veterinário, o pet, trazem biscoitos e petiscos saborosos.

Acho que a única coisa que nossa Sabrina não iria gostar é da companhia do gato Salém.

Kings of Juta – A música como ferramenta de um desenvolver-se mais HUMANO

Kings of Juta - Integrantes

Kings of Juta – Integrantes

Por Antonio Cavalcante

A Banda Oficial da Etec de Sapopemba: Kings of Juta (nome escolhido pelos alunos em votação realizada aqui no blog) é um Projeto desenvolvido pelo Prof. do Curso Técnico em Redes – José Renato e coordenado, juntamente, com o Auxiliar Docente – Antonio Cavalcante. Onde, por meio da música (mesmo que indiretamente) são trabalhados aspectos que passam longe de apenas pegar um instrumento, afiná-lo e tocá-lo.

À luz da Psicologia Social, como sendo uma das inúmeras teorias possíveis de se analisar e conceituar o que ocorre nesse meio, podemos discorrer sobre a formação de um Grupo Social. Haja visto que a banda é formada por alunos e funcionários (cada qual com suas características próprias, herdadas de suas histórias pregressas, trabalhadas e trazidas para as relações do dia a dia), agora, desempenhando os mesmos papéis sociais, desconfigurando o padrão ao qual estão “empregados”, onde os alunos desempenham os seus próprios e os funcionários assim também os fazem, o que podemos “tirar” disso? Há algo benéfico? Ou há apenas um momento onde todos se unem em prol de um ideal, doando aquilo que sabem fazer e que, trata-se de algo em comum entre todos, visto que o resultado final disso é a música… Resumindo: compartilham de um hobby?

O que ocorre nesse processo (da montagem de um setlist até os ensaios) é um conflito de individualidades. Como explica a Filósofa Silvia Lane: “O viver em grupos permite o confronto entre as pessoas e cada um vai construindo o seu “eu” neste processo de interação, através de constatações de diferenças e semelhanças entre nós e os outros”. E, por fim, quando diante do público, na hora de demonstrar tudo aquilo o que foi trabalhado, passa-se por uma relação público – banda, onde um determina o comportar-se do outro. Em outras palavras, o se comportar dos elementos da banda afeta o comportamento do público e vice-versa. Temos aí, o que na Psicologia Comportamental chamamos de Tríplices Contingências (Estímulo -> Resposta -> Consequência).

Por fim, não há como não dizer que não há algo benéfico. Um indivíduo, a partir do momento em que passa a desenvolver uma atividade que considere prazerosa, como tocar algum instrumento ou cantar (busquemos nos enquadrar nisso), ele se doará ao máximo para a mesma, onde um conjunto de características bio-fisio-sócio-psicológicas peculiares ao indivíduo vão sendo alteradas neste processo. E nesse alterar podemos, porquê não, dizer que ele passa a se desenvolver melhor e não vamos focar em seu papel “aluno”. Ele passa a se desenvolver melhor como SER HUMANO.

Parafraseando Mário Quintana: “As músicas não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. As músicas só mudam as pessoas.”

Os cursos que fazem a diferença no mercado de trabalho

mercado_de_trabalho

Por Denis Le Senechal Klimiuc

Desde sua inauguração, em 2007, a Etec de Sapopemba cresceu em ritmo acelerado, acompanhando as vontades e necessidades de seus alunos, professores e, sobretudo, região na qual está localizada. Hoje, com cerca de 1300 alunos distribuídos em seus cursos técnicos e de Ensino Médio, a Sapopemba vê que seu passado, ainda que recente, gerou frutos inquestionavelmente promissores, seja através dos diversos alunos que seguiram carreiras e criaram exemplos a serem seguidos, seja por aqueles que esculpiram suas formações acadêmicas graças à influência dos colegas de classe e dos inspirados professores.

Com isso, a Etec se orgulha em ter como parte uma comunidade escolar ativa, na qual pais e alunos interagem conosco constantemente, oferecendo melhorias e soluções para crescermos ainda mais. Por sua vez, nosso time docente conta com profissionais de diversas áreas, seguindo as exigências dos cursos ministrados nesta Unidade Escolar, a qual integra-se ao Centro Paula Souza como uma das mais novas e ativas Escolas Técnicas Estaduais.

Uma Etec preparada para o mercado de trabalho

Para saber um pouco mais sobre a Etec de Sapopemba, convidamos você a visitar nossa Unidade Escolar, conversar com nossos professores e funcionários e comprovar que toda a estrutura desta escola oferece, de fato, oportunidades de crescimento e aprendizado a todos os seus alunos. Seja através das inspiradas aulas de Educação Física, que promovem formas de exercícios completos aos seus alunos do ETIM (Ensino Técnico Integrado ao Médio), seja em qual modalidade do técnico for: Administração, Alimentos ou Informática.

Os alunos da área de Alimentos, do ETIM ou do curso técnico, possuem laboratórios completos de panificação,  processamento e microbiologia; os alunos dos cursos de Redes de Computadores e Informática, por sua vez, encontram profissionais gabaritados para transmitir o conhecimento necessário para inserir cada um deles no mercado de trabalho – a aproveitam os laboratórios de informática muito bem, por sinal; já os alunos dos cursos de Marketing e Administração percebem em seus professores a inserção direta ao conhecimento teórico e prático que as áreas de comunicação e gestão necessitam.

Encontre na Etec de Sapopemba, por fim, uma Unidade Escolar preparada com o que há de melhor no mercado de trabalho: o ensino de qualidade superior do Centro Paula Souza, professores preparados para transmitir conhecimento com excelência, estrutura recentemente renovada para permitir ainda mais o aprendizado perceptivo de cada aluno e, é claro, a união de cada mente fresca e aberta que, ao passar pelo Vestibulinho, se prepara para fazer a diferença lá fora!

Um pouco sobre a Etec de Sapopemba

 

Fachada- Etec

Por Denis Le Senechal Klimiuc

No já longínquo ano de 2007, o Centro Paula Souza inaugurou, em 18 de setembro, a Classe Descentralizada Sapopemba, pertencente à Etec José Rocha Mendes, esta localizada na Vila Prudente. Aos poucos, com os primeiros e fundamentais passos dados pela Diretora Sandra Regina Ferraz de Campos dos Reis e pela então estagiária e atual Diretora de Serviços Acadêmicos Flávia Paes do Amaral Cassemiro, a Etec de Sapopemba tomou sua forma e passou a ser uma Etec independente, captando inicialmente 120 alunos.

Com o passar dos anos, nossa Unidade Escolar se tornou referência em toda a região de Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus, liderando a educação da região oferecendo cursos técnicos e Ensino Médio e, em consequência, diversas oportunidades para todos que buscavam por aprendizado gratuito e de qualidade.

Em seguida, o Centro Paula Souza ampliou gradativamente sua grade de cursos e, hoje, a Etec de Sapopemba conta com três modalidades de Ensino Médio, agora integrado a um curso técnico, além dos cinco cursos técnicos na sede e, com suas duas Classes Descentralizadas, CEU Sapopemba e E.E. Stefan Zweig, mais seis cursos técnicos, três em cada uma delas.

Aqui não faltam oportunidades para você crescer cada vez mais

Além de oferecer a oportunidade de mudar o seu próprio caminho, a Etec de Sapopemba conta com o auxílio de diversas iniciativas, compondo seu quadro de oportunidades oferecendo cursos semi-presenciais, como o Teletec, eventos ligados à comunidade escolar e toda a região, como suas festas juninas e “Semana Paulo Freire”, que promovem a ligação entre os alunos e seus trabalhos desenvolvidos e toda a população próxima à escola; além, é claro, da Ação Social, evento especialmente dedicado à comunidade, no qual são oferecidos cursos, palestras, consultorias e diversas outras atividades relacionadas ao bem estar e saúde.

Por isso, há quase oito anos a Etec de Sapopemba cresce em ritmo acelerado, graças à dedicação de seus alunos e professores em oferecer ao mundo pessoas e profissionais melhores, bem capacitados e responsáveis com o desenvolvimento sustentável. Pois, a cada turma que se forma conosco, temos o imenso prazer em dizer que fizemos a diferença no mercado de trabalho, proporcionando seres humanos dignos e competentes, alinhados com o que o mundo tem exigido (cada vez mais) de tantos profissionais por aí.

Mais do que isso, aliás, formamos seres humanos aptos a serem… Seres humanos. Porque o mundo precisa de Pessoas com “P” maiúsculo. E, para nosso orgulho, vemos o belo resultado todos os dias. Assim, somos a Etec de Sapopemba, orgulhosos em ter você como parte desta comunidade.

Você mira na Sapo e acerta Na Mosca!

Na Mosca - Divulgação

Por Denis Le Senechal Klimiuc

Todo começo é difícil. Quando você procurou a Etec de Sapopemba para ver quais cursos ela tem e, em consequência, conheceu um pouco mais sobre o Centro Paula Souza, provavelmente não esperava pelas mudanças que ocorreriam em sua vida após passar pelo Vestibulinho e ser aprovado. Talvez você tenha deixado sua velha turma para encontros em aniversários e passeios pelos shoppings de sua região, talvez você tenha perdido contato ou simplesmente seguiu a vida para ver no que vai dar.

Mas, dentre tantas dúvidas que sua vida lhe proporciona todos os dias, ao menos há a certeza de que, ao escolher a Etec de Sapopemba, você mudou completamente o seu rumo. Seja para um curso técnico ou para o Ensino Médio, você passou a caminhar em uma direção diferente. Em consequência, passou a seguir a bem pavimentada estrada das oportunidades e, agora, enquanto define quais serão os próximos passos e escolhas a seguir, se depara com este texto de inauguração. Então, seja bem-vindo ao Blog da Etec de Sapopemba, onde você mira no sapo e acerta Na Mosca!

Seja bem-vindo à melhor forma de compartilhar boas ideias!

A partir de agora, você terá uma nova ferramenta para se atualizar e compartilhar tudo sobre a sua comunidade escolar! Se você já concluiu seu curso ou é pai, mãe ou outro familiar de um de nossos alunos, seja bem-vindo também! Pretende ingressar no Centro Paula Souza e ainda não encontrou o seu lugar? Temos espaço de sobra para você! E, se você reside próximo à Etec de Sapopemba e tem interesse em saber mais um pouco sobre a sua região, lhe proporcionaremos conteúdos exclusivos e cheio de curiosidades! Ah! Mas se você é professor, saiba que o Na Mosca está preparando uma categoria inteiramente dedicada a você!

Mas… Por que Na Mosca? Por que um símbolo tão diferente do que costumamos ver em outras escolas? Aqui na Etec de Sapopemba, temos o costume de dizer que esta Unidade Escolar capta seus alunos e os transforma em verdadeiros pesquisadores e refletidores de uma sociedade carente por esse tipo de comportamento. Então, na brincadeira com o nome “Sapo-pemba”, acrescentamos a ideia de que somos os sapos que capturam moscas, ou seja, o aprendizado, e as transformam em parte de nosso raciocínio. Assim, surgiu o Blog da Etec de Sapopemba, ou Na Mosca, para os mais chegados! Seja bem-vindo, então, à nova forma de compartilhar boas ideias para você e toda a comunidade escolar!