As simbólicas corujas da Etec de Sapopemba

corujas

– As corujas que aqui habitam –

Por: Marcos Antonio de Araújo

Sendo influência da mitologia grega, Atena – Deusa da guerra e sabedoria – tinha uma coruja como mascote. Por consequência, muitas civilizações têm a coruja como símbolo da sabedoria. O curioso de toda esta história é que algumas delas fizeram morada no espaço propiciador do desenvolvimento do conhecimento: a Escola!

Elas fizeram brotar sua presença na Escola e marcaram simbolicamente e naturalmente o espaço onde outros passarinhos são ensinados a aprender voar. Aquele estandarte natural respira o vento das palavras que brotam dos céus das bocas. Convivemos, com elas todos os dias, pois elas existem para admirar o tempo que escorrega de nossas mãos e faz nascer em nossas cabeças, um fio de sabedoria de viver todos os dias!

Chegando, enfim, às metáforas de Platão, esta é a história de corujas que fizeram o ninho em nossa Escola. Que partilham um símbolo, de que não devemos esquecer de viver e conhecer a vida!

Anúncios

Sabrina, mais que uma Mascote. Um caso de amor!

sabrina_post_blog

Sabrina

Por: Flávia Paes do Amaral Cassemiro

Quando chegamos, ela já estava aqui! E com seu jeitinho dócil e manso foi ficando e ganhando os nossos corações. Sabrina, que não tinha nome algum (ao menos que nós soubéssemos) foi batizada por Natasha Reis, filha da nossa Diretora Sandra Regina, que junto a sua irmã Jéssica Reis nos auxiliava, após as aulas, na implantação e organização da escola para o início das aulas.

Neste misto de ajuda, trabalho e brincadeira, a menina que gostava de assistir ao filme “Sabrina, Aprendiz de Feiticeira, 1996 – Direção: Tibor Takacs”, encontrou a inspiração para nomear nossa Mascote. E não é que essa fonte de inspiração tem tudo a ver?!

Sabrina, a do filme, é uma adolescente que descobre possuir incríveis poderes mágicos. Já a nossa Sabrina tem o poder mágico de encantar a todos. Tanto é que a nossa cadelinha recebe o carinho e atenção de professores e professoras, funcionários e funcionárias, alunos e alunas, pais, enfim… De todos que adentram nossa escola.

Para ela já foram realizadas campanhas para a arrecadação de ração, para o banho e a tosa, além de suas Fadas Madrinhas que a levam para o veterinário, o pet, trazem biscoitos e petiscos saborosos.

Acho que a única coisa que nossa Sabrina não iria gostar é da companhia do gato Salém.